sábado, 8 de agosto de 2015



TOP 5 | Aprimorar sua empresa - Parte 1
Matheus Rogériosábado, 8 de agosto de 2015


No ano passado (2014),  944.678 empresas foram registradas no Serasa Experian. Entretanto, poucas delas conseguem sobreviver no mercado de trabalho. Falta de sorte ou apenas despreparo? Caso você seja empregador ou o empregado de alguma empresa, fique atento a essas dicas para não falhar na hora de colocar sua empresa no mercado.

              1. Tenha um 'Plano de Negócios'

       Uma das principais ferramentas para você gerenciar sua empresa, é o 'plano de negócios'. O plano de negócio é um documento que descreve os objetivos de sua empresa e quais passos devem ser dados para que seus objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Necessário tanto para o começo de sua empresa, como para qualquer mudanças que nela ocorrer.


              2. Aprenda a conceder tarefas

       Antes de ingressar no mercado de trabalho, o empregador deve separar competência e dedicação de amizade e confiança. Uma equipe com pouca competência e dedicação, não manterá a empresa em seus objetivos. Neste caso é necessário (1) Treinar pessoalmente, (2) Tolerar pequenos erros, (3) Estimular a iniciativa e (4) dar o tempo para ação. Praticando isso, em seis meses você observará a produtividade aumentar.


              3. Tenha um Departamento Financeiro consciente

       Um erro bastante comum entre os novos empresários, é misturar os gastos pessoais com os de negócios. Então registrar e separar todos os lucros e as despesas obtidos, até em setores que não seja financeiro, auxiliará na análise do progresso da empresa. 


              4. O conselho de administração

       Dependendo do nível de amadurecimento da empresa, é aconselhável existir um 'conselho de administração'. Buscar pessoas de fora da empresa, como clientes fiéis, investidores, sócios ou determinados membros da equipe, auxiliará em uma melhor visão ampla do mercado de trabalho e do comportamento da empresa durante esses últimos anos.


              5. Buscar ajuda especializada

       Recorrer a consultorias jurídicas e contábeis é altamente recomendável para tomar determinadas decisões em relação a sua empresa, com relação a tributos ou leis trabalhistas, por exemplo.
Categoria(s) :
Matheus Rogério Diretor de Planejamento Cursou administração, marketing, planejamento, gestão de pessoal, manutenção e designer.
Google + e Facebook